A busca pelo sorriso perfeito, às vezes, pode prejudicar sua saúde. Entenda quando isso pode acontecer!

O intuito com esse artigo é reiterar o que falo com frequência em minhas aulas e para os meus pacientes. Não é de hoje que a busca pelo sorriso perfeito está ligada a um sorriso esteticamente bonito. Acontece que a beleza é uma noção relativa, que depende da percepção, cultura e vivência de cada um. Já a perfeição está mais relacionada a um padrão, uma medida stander aplicada a todos os casos. Muitas vezes, a busca pela perfeição pode negligenciar a saúde dental. Vejamos.

Sorriso perfeito não é sinônimo de sorriso bonito

Em um texto que escrevi para o blog “Beleza e o seu sorriso”, propus uma reflexão sobre o que as pessoas buscam como sorriso perfeito e o que a odontologia estética pode oferecer. A perfeição pressupõe métricas, regras e proporções que, se aplicadas como um padrão, prometem oferecer beleza. Acontece que a beleza transcende qualquer padronização, um sorriso belo é aquele que combina com a pessoa que sorri. Pequenas sutilezas da anatomia dental que fogem a uma padronização conferem personalidade ao sorriso e o torna único.

A odontologia, assim como qualquer outra área da saúde deve sempre priorizar procedimentos que busquem preservar as estruturas sadias. Procedimentos estéticos não devem prejudicar os dentes naturais. Sendo assim, devemos buscar técnicas que promovam a conservação das estruturas dentais.

A busca pela perfeição pode causar danos aos dentes naturais

“Quero fazer lentes de contato dental, quando começamos?” Essa é uma pergunta que revela grande ansiedade para iniciar um tratamento estético. Vamos com calma! Sorriso perfeito não é sinônimo de sorriso saudável, vejamos. Muitos pacientes agendam uma avaliação para um procedimento estético e não tinham conhecimento, por exemplo, de uma gengivite que necessita ser tratada antes de iniciar qualquer procedimento. Pois, sem esses tratamentos básicos, o resultado pode ser prejudicado.

Desconstrua o conceito de “sorriso perfeito”

A perfeição como objetivo único ao se desenhar um sorriso cria um resultado artificial, existe algo de mágico na sutileza com que a natureza cria simetrias na assimetria. Parece contraditório mas não é, visto que existe uma simetria em nossos corpos, temos dois olhos, duas orelhas e dois incisivos centrais, que podem parecer idênticos, mas que se observados com atenção possuem diferenças sutis que confere beleza natural. Isso é lindo!

O sorriso deve refletir a beleza da alma! Permita-se sorrir com os bons momentos vividos e compartilhados.
Se você gostou desse artigo, compartilhe com os amigos e assine a nossa Newsletter para receber mais dicas. Quem sabe a gente consegue chegar a boas reflexões juntos? Agende uma avaliação pelo nosso WhatsApp (16) 99600-1325. Estamos em São Carlos-SP.

William Kabbach

Autor William Kabbach

William Kabbach formou-se em Odontologia pela Unesp Araraquara em 2005, mesmo ano em que ingressou no programa de Mestrado da Faculdade, onde na sequência concluiu também, seu Doutorado e Especialização em Dentística. Com vasto conhecimento na área de Odontologia Estética tem mais de 100 publicações, dentre elas artigos científicos, casos clínicos em revistas especializadas e capítulos de livros.

More posts by William Kabbach

Receba nossas novidades!


Leia Mais!